Retornar a página inicial
O Museu Localização Atividades Culturais Exposição Interativa Publicações Galeria de Fotos Fale Conosco Retornar a página inicial
  VISITANDO O MUSEU DO MARAJÓ
  VAQUEIRO
  LENDAS
  URUBU
  ARTESANATO
  COSMOLOGIA
  CERÂMICA
  PESCADOR
  PESQUISA
  FAUNA
  PAJÉ
  NEGRO
  COZINHA
 
 
 
 
 
 
 

vaqueiro Clique para ver imagem à moda antiga, o moderno e o nordestino: três manequins bem fardados em exposição. Como sempre, para quem está com pressa basta uma olhada. O curioso e o pesquisador podem encontrar, no corrimão, as informações essenciais sobre esta a profissão, a sua transformação ao longo dos anos, uma história feita de conquistas e derrotas.

A Fazenda: Clique para ver imagem Uma maquete caprichada apresenta as exclusividades da fazenda marajoara, como caiçara, maromba, nem falta a palhoça do posseiro. Sempre com comentário, para quem interessar possa.

O Glossário do vaqueiro Clique para ver imagem: Muitas palavras, que já sumiram da conversa da fazenda estão congeladas no nosso glossário. Vale a pena dar um passeio com as tabuinhas que batem na cara da gente, talvez para dizer: O passado não pode, não deve morrer!

Marajó ontem e hoje Clique para ver imagem: Para não esquecer o passado é bom compará-lo com o presente, também para matar saudades ou agradecer a Deus pela mudança.

Aqui está um painel gigante onde estão misturados objetos antigos e modernos, sempre em dupla, que o visitante vai pesquisando, para ver qual é parente antigo da bacia de plástico, do espanador, da lanterna de pilha. A pasta de dentes Sorriso, com certeza, não existia: será que os nossos velhos não escovavam os dentes, mas como? E as crianças? Claro que sim com a bonequinha!

Objetos que, em termos financeiros, não valem absolutamente nada, não passam de sucata, todavia são o registro da nossa história. O visitante olha para cá, olha para lá, confere os números, depois no painel paralelo descobre a descrição.

Hoje a bacia de plástico , ontem o croatá, hoje o espanador, ontem a espiga de milho, hoje a lanterna de pilha, ontem o olho-de-boi..... Quem se lembra do glorioso capitão?

topo da página

Página Inicial .. O Museu .. Localização .. Atividades Culturais .. Exposição Interativa .. Publicações .. Galeria de Fotos .. Fale Conosco