uantas pessoas disseram que foi uma loucura montar um museu no meio dos campos do Marajó Clique para ver imagem, ainda mais que a localidade escolhida, Cachoeira do Arari. não é conhecida e badalada como Soure ou Salvaterra, e sim bastante modesta. De fato, quando começamos, a cidade tinha um precário acesso pelo rio, não adequado para um projeto turístico deste porte.

O serviço telefônico era mais que precário, o abastecimento de água também, a energia elétrica só poucas horas por dia, com muitos blecautes .

Para completar: falta de hotel e outras estruturas complementares e qualquer estrutura turistica.

Mas O Museu do Marajó escolheu Cachoeira, recusando ao longo destes anos outras opções tentadoras, porque a nossa filosofia sempre foi dominada por aquele mesmo princípio: a preocupação fundamental pelo Homem não somente como assunto de pesquisa Clique para ver imagem mas também como meta e objetivo.

A PA 154, estrada de ligação por terra de Cachoeira com a baía e as cidades de Salvaterra e Soure, não passava de um sonho. Agora só falta um gesto de carinho do Governo para salvar o Museu do Marajó e garantir um futuro melhor para as comunidades da bacia do Arari.

No nosso Museu o Homem marajoara é doador e receptor. Ele é a maior fonte de informação e ao mesmo tempo o maior beneficiado.

Nesta perspectiva, o nosso Museu tem um ciclo completo:
Nasce da comunidade,
Cresce com a comunidade,
e volta à comunidade.

Agora é fácil entender porque o Museu aceitou o desafio de escolher um lugar carente das infra-estruturas essenciais.

Porque assumiu o compromisso de promover estas infra-estruturas, provocando o desenvolvimento do Homem através da cultura Clique para ver imagem.


IDENTIFICAÇÃO DA CIDADE
Mesoregião: do Marajó
Microregião: do Arari
Área: 2.507 km2
Clima Equatorial superúmldo tipo AM
População (estimativa lBGE-1996): 17.212
Homens: 9.017
Mulheres: 8.195
Urbana: 5624 Rural: 11.588

A PREFEITURA MUDOU MUITOS NOMES
1747 Freguesia N. S. da Conceição
1833 Município de CACHOEIRA
1930 Município de ARARI
1935 Município de CACHOEIRA
1943 Município de ARARIUNA
1956 Município de CACHOEIRA DO ARARI

O NOME ARARI
Arari é o nome do principal lago marajoara e de um dos mais importantes rios do Marajó, assim como faz parte do nome da cidade de Cachoeira do Arari Clique para ver imagem localizada na sua margem esquerda, e de Santa Cruz do Arari que está na "boca" do lago Clique para ver imagem.

ARARI PERMITE VÁRIAS INTERPRETAÇÕES
É o nome de um cipó, da família das Leguminosas Papilonaceas.

Pode também ser interpretado como Rio das araras ou como arara pequena.

Por que tantos nomes?
Brincadeiras da política e das circunstâncias.

Sobrou um nome comprido que não cabe nas casinhas dos formulários, sujeito à confusão nos Correios com as muitas Cachoeiras no Brasil afora...

Teria sido bonito deixar Arariuna: Pequena arara preta! Nome exclusivo entre os topônimos brasileiros e bem marajoara!

Por que Cachoeira?
Aviso aos turistas. Pelo amor de Deus, não venham a Cachoeira do Arari para tomar banho de cachoeira. Porque ficarão decepcionados, apesar do consolo de poder visitar O Museu do Marajó.

O nome Cachoeira teve origem de um declive existente no leito do Rio Arari, em frente ao local onde hoje está situada a cidade e que, no verão, provocava uma pequena precipitação de água, como se fosse uma cachoeira. No Marajó, onde o rio Anajás Mirim não sabe se deve ir para o lago ou para a baia, um pequeno salto d´água merece o titulo honroso de cachoeira.

Está no centro estratégico dos campos do Marajó, os campos naturais você só encontra aqui. Localizada na área de ocupação dos índios marajoara, que nos deixaram como lembranças sua maravilhosa e inconfundível cerâmica Clique para ver imagem.

O acesso a Cachoeira do Arari é possível através do rio Arari e d Baía de Marajó Clique para ver imagem.

Cidade bem estruturada e relativamente antiga, o turismo em Cachoeira nunca prejudicará Soure ou Salvaterra, como alguém possa pensar e atrelado a uma mentalidade pré-histórica! Pelo contrário será um poderoso elemento de integração. Pela sua posição central, valorizará toda a micro-região, oferecendo a visão dos campos naturais do Marajó, abrindo os novos horizontes de Santa Cruz do Arari e Jenipapo, com um turismo cultural e ao mesmo tempo ecológico Clique para ver imagem.

E nestes anos, Cachoeira do Arari, graças também a presença do Museu do Marajó, fez muitos e notáveis progressos: telefone, luz e água.

Foi considerada Cidade Turística do Marajó, sobra somente um sonho: que a PA 154 seja asfaltada e possa ser reconhecida como a Rodovia do Museu.

topo da página

Página Inicial .. O Museu .. Localização .. Atividades Culturais .. Exposição Interativa .. Publicações .. Galeria de Fotos .. Fale Conosco
Retorna a página inicial Retorna a página inicial O Museu Localização Atividades Culturais Exposição Interativa Publicações Galeria de Fotos Fale Conosco